Sangue limpo é sangue sem preconceito!

Quantas vidas seriam salvas se mais gente doasse sangue? E mesmo assim, por preconceito, muitos homens são proibidos de doar sangue.

No Brasil, se um homem fizer sexo com outro homem ele fica proibido de doar sangue por 12 meses.

A estimativa é de que a quantidade de sangue que poderia ser doada por esses homens – e é desperdiçada por preconceito – chega a quase 19 milhões de litros por ano! Enquanto isso, a falta de sangue coloca muitas vidas em risco.

Todo sangue doado é testado. Todo sangue liberado para transfusões é seguro.

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai retomar o debate de uma ação que pode liberar de vez a doação de sangue para homens que fazem sexo com homens no Brasil, sem restrição ligada à orientação sexual e eliminando a necessidade de 12 meses sem relações sexuais.

Assine esse abaixo-assinado se você também acha que sangue limpo é sangue sem preconceito.

0já assinaram
Meta: 30.000

Para Excelentíssimas Senhoras Ministras e Excelentíssimos Senhores Ministros do STF::

Por meio deste abaixo-assinado, apoiamos a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5543, que pode liberar a doação de sangue para homens que fazem sexo com homens, sem exigências de período celibatário, ou restrição de orientação sexual e identidade de gênero.

Uma decisão favorável do STF nesse sentido vai impactar – e até mesmo salvar – as vidas de milhares de pessoas.

Sangue limpo é sangue sem preconceito!


0já assinaram
Meta: 30.000